Visualize este site com ou sem a barra lateral.

My Favorite Playlist
Arquivo de posts com a tag:
‘Noblat’

-- Mostrar texto completo dos posts

-- Mostrar apenas o começo dos posts

-- Mostrar apenas o título e a data dos posts




Algumas observações sobre o ‘fato novo’ das quebras de sigilo

8 de Setembro de 2010, às 18:13:50 Postado há 4 anos e 2 meses atrás

                        

Charges do Paixão - http://www.gazetadopovo.com.br/charges/index.phtml?ch=Paix%E3o



Creio que dez em cada dez analistas e comentaristas de política acompanharam o crescimento de Dilma e queda de Serra nas pesquisas do último mês dando a vitória da petista como favas contadas, a não ser que surgisse o que chamaram de “fato novo”. A idéia era sempre a de que apenas algum fato inesperado e bombástico poderia alterar o rumo das eleições. E convenhamos: “fato novo” é um eufemismo acanhado para “escândalo”. Afinal, um fato desconhecido que surja um mês antes do dia de ir às urnas e abale as intenções de votos só pode ser um escândalo de grandes proporções. Não creio que algum leitor acreditasse que “fato novo” poderia ser uma bela proposta de governo tirada da cartola de última hora. Pois bem, o fato novo surgiu.

Continue lendo o resto deste post >>>

Tags: , , , , , , , , , , , , , ,

12345678910 (média: 8.6 / votos: 5)
Loading ... Loading ...
Enviar esse post:   Post to Twitter  Mande este post por email   Imprimir    Compartilhar   |  Comentários (16)

Faltar a debates é tática clássica. Não é de hoje, não é da Dilma, não é do Serra

23 de Julho de 2010, às 19:21:21 Postado há 4 anos e 4 meses atrás

                

Dias atrás, a candidata Dilma Rousseff desistiu de participar daquele que seria o primeiro debate online entre candidatos a presidente na história eleitoral do país, promovido por Yahoo, IG, Terra e MSN. Alegou problemas de agenda, tal como José Serra que ontem fez o mesmo e também afirmou que não irá ao debate, que então foi cancelado. Que não se venha com a explicação amiga de que Serra só desistiu do debate porque Dilma o fizera: afinal, nem sua própria campanha deu essa desculpa para ficar bem na fita. Assumiu desistência com o mesmo argumento de Dilma, “problemas de agenda”. Então, ambos abdicando de debate, surge a questão: por que raios candidatos desistem de debates? Medo, covardia, algo a esconder, como a análise política costumeira gosta de simplificar?

Continue lendo o resto deste post >>>

Tags: , , , , , , , , , , , , , ,

12345678910 (Sem nota. Avalie!)
Loading ... Loading ...
Enviar esse post:   Post to Twitter  Mande este post por email   Imprimir    Compartilhar   |  Comentários (5)

Entendendo o que é superávit primário e o mito do corte de gastos para atingi-lo

3 de Junho de 2010, às 15:42:22 Postado há 4 anos e 5 meses atrás

        

Reportagem de hoje no jornal Estadão permite começar a entrar um pouco na questão dos gastos públicos, que eu já havia abordado muito inicialmente em post antigo. Segundo a chamada da reportagem, “números mostram que superávit primário obtido nos últimos anos foi garantido pelo aumento da arrecadação e não pelo corte das despesas”.


Há muitos mitos nessa discussão. O primeiro, é achar que todo aumento de arrecadação acontece por aumento de impostos. O segundo, é pressupor que a economia feita para pagar dívida pública (que é para o que serve, na prática, o superávit primário) deva ser feita por corte de despesas e não por aumento de arrecadação. Que tal entender isso melhor?

Continue lendo o resto deste post >>>

Tags: , , , , , , , ,

12345678910 (Sem nota. Avalie!)
Loading ... Loading ...
Enviar esse post:   Post to Twitter  Mande este post por email   Imprimir    Compartilhar   |  Comentários (10)

A sombra de Aécio Neves ronda José Serra (e Aécio faz sombra a ele)

24 de Maio de 2010, às 13:19:19 Postado há 4 anos e 6 meses atrás

                

A grande notícia que está correndo as manchetes nesta segunda, já estava na boca dos analistas desde a divulgação de que Dilma teria empatado com Serra segundo a pesquisa Datafolha, ou até ligeiramente o ultrapassado, segundo Sensus ou Vox Populi. Trata-se da volta ao noticiário da grande novela: tucanos fazendo pressão para Aécio ser vice de Serra.


Mas se Aécio vem sendo notícia recorrente na pré-campanha há meses, poucas têm sido as análises sobre seu papel na candidatura do PSDB. Afinal, das três, uma: ou bem a sobre-força de Aécio em Minas poderia ser salvadora pelo fato de que mineiros são segundo colégio eleitoral do país, ou bem Aécio teria impacto ao longo do Brasil, ou bem Aécio ajudaria com a imagem de candidatura que não abandona o governo Lula e sim o continua melhorando. Para que tucanos e a imprensa façam tanto alarde com a questão Aécio, alguma dessas alternativas tem de ser verdadeira. Que tal pensarmos um pouquinho sobre isso?

Continue lendo o resto deste post >>>

Tags: , , , , , , , ,

12345678910 (média: 9 / votos: 2)
Loading ... Loading ...
Enviar esse post:   Post to Twitter  Mande este post por email   Imprimir    Compartilhar   |  Comentários (6)

Lula não inventou a nomeação de cargos para aliados

10 de Maio de 2010, às 11:42:26 Postado há 4 anos e 6 meses atrás

    

Saiu no blog do Noblat um post repassando reportagem da Revista Época, com título “Há vagas para os amigos”. O assunto, claro, são as nomeações políticas feitas pelo governo federal seguindo critérios puramente partidários. O primeiro parágrafo demonstra a falta de objetividade no tratamento do tema:


“A República Sindicalista se instituiu na era Lula graças, em larga medida, a um instrumento excepcional de poder concentrado nas mãos do presidente da República e de ministros: a possibilidade de eles nomearem, sem muitas limitações, um enorme contingente de pessoas para a máquina pública.”


Nomeações políticas são comuns em todos os países do mundo. Fazem parte do jogo, são normalíssimas. Não vou discutir o tema hoje, embora prometa voltar a ele no futuro já que é um dos três principais temas de estudo em minha carreira acadêmica. Mas posso assegurar: ao contrário dos dados e afirmações desse tipo de reportagem, não estamos muito longe de outros países não.


Hoje no entanto, meu interesse é apenas botar em xeque a idéia da “República Sindicalista”. Nem é preciso dizer que uma reportagem que se preze não deveria usar adjetivações dessa ordem de julgamento pessoal. Mas o que causa mais espanto não é o que a reportagem afirma, e sim o que deixa de afirmar: ao dizer que esse cenário de nomeações deve-se a um instrumento excepcional de poder concentrado nas mãos do presidente, os jornalistas da Época poderiam ter se perguntado: e foi o governo Lula que criou esse poder? Vamos lá!

Continue lendo o resto deste post >>>

Tags: , , , , , , ,

12345678910 (Sem nota. Avalie!)
Loading ... Loading ...
Enviar esse post:   Post to Twitter  Mande este post por email   Imprimir    Compartilhar   |  Comentários (5)